Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2015

Zeca SuperStar

"Sou um homem comum e não quero que me transformem numa vedeta"

Zeca Afonso
(em Cena 7, do vespertino A Capital, em 26 de Dezembro de 1970)

No final da ditadura, mas também após o 25 de abril de 1974, Zeca foi alvo de criticas desencontradas e contraditórias mesmo por certos setores da imprensa considerados esquerdistas.

Sobre o álbum "Venham mais cinco" (1973) Teresa Botelho na revista "r&t" de 5 de Janeiro de 1974 criticava o disco dizendo que Zeca tinha incorrido no «erro de extremamente inclinado a construções de frases bonitas de ouvir, mas difíceis de compreender» «se ele visse com atenção como o público que, em princípio, lhe interessaria, reage perante algo claro e directo, como «A Morte Saiu à Rua» e perante o confuso «Venham Mais Cinco» talvez pensasse duas vezes, se é o que quer fazer».

Certo é que o que esta crítica de discos considerava confuso foi um tema que ficou na nossa memória coletiva. O povo não era tão estúpido como Teresa o fazia.

Mesmo após o 25 de abril uns consideravam Zeca «panfletário», outros de pretensa excessiva elaboração de certos poemas, como foi dito por José Mário Branco, que Zeca estaria a enveredar por um «certo poetismo, um certo hermetismo das letras».

Outras críticas que habitualmente recebia era de que estaria a enveredar por um certo vedetismo. Na Revista Musicalíssimo de 12 de abril de 1974, saiu em capa, Zeca Afonso vestido de Super-Homem, com o título «Zeca Afonso superstar». Em artigo, Viale Moutinho escrevia que Zeca fora erigido como vedeta pela «esquerda», não faltando quem o utilizasse «como porta-estandarte da sua própria luta intestinal». Noutro artigo na revista José Ribamar lembrou que o cantor era o próprio «anti-espetáculo», rebatendo por outro lado as críticas de hermetismo que lhe faziam.

Certo é que Zeca ultrapassou tudo isto, com muitos dissabores sim, mas sempre igual a si próprio. Nem vedeta nem hermético, mas como um homem comum como todos nós.

Fonte: Fotobiografias do século XX de Irene Flunser Pimentel


publicado por marius70 às 18:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Luís Arriaga

. 3º Congresso da Oposição ...

. Círculo Mercantil de Sant...

. Praza da Quintana em Sant...

. Círculo Cultural de Setúb...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds