Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016

«A SUPERSTIÇÃO DE AMÉRICO TOMÁS»

(ou, "Encontro Imprevisto com Zeca Afonso)
---- in "CONTOS & NARRATIVOS DO INSÓLITO"
(...)
O empregado apagara algumas luzes. Aos fundos, na semiobscuridade, dois clientes e duas canecas de cerveja. Sentei-me num tamboril, ao balcão. Desses fundos, interpelaram:
--- Já não se fala aos amigos, pá!
Era o Zeca Afonso. Eu abalara de Coimbra, 1955. Anos mais tarde, encontrara o Zeca em S. Marçal, próximo às instalações da EN, Serviço Ultramarino. A notícia, Salazar caíu da cadeira, assunto entre sílabas: «Os proselitismos, canga a amochá-lo». Agora, no “Paquito”. Levantou-se. Sorriso esplendente, como sempre. O sorriso de há vinte anos:
--- Que fazes, pá? --- Tirara os óculos. Demos um abraço.
--- E tu?
--- Troco as voltas à PIDE, em semiclandestinidades, ---respondeu, melancólico e suave, um dos traços mais vincados da sua sociabilidade inata.
Três dias antes do 1º de Maio, a PIDE montava discreto resguardo aos metros quadrados da permilagem da sua residência, em Setúbal. Um dos agentes chincava a aldraba:
--- Um autógrafo, senhor doutor.
Para a filha. Amiga ou amante. Para a mulher, que a calidez da voz nas “Serenatas de Coimbra”, enraizada em romantismos, a cada mergulho feminino ao ego e às memórias, esplendia à tona:
--- O doutor sabe! --- mas, tão-só, a certificarem que estava em casa e não se pisgaria por clarabóia e telhados, como nas demais vezes. Ai dele! Nem alma, nem memórias de fados e cantares, coiro a apodrecer de vez em Caxias, se lhe aproveitariam.

Respondi:
--- Ultimo a montagem de um equipamento de tradução simultânea. Um Simpósio a inaugurar pelo Américo Tomás, na Gulbenkian.
Zeca Afonso largou uma gargalhada. A de sempre, em momentos de chalaça ou eclosão política:
--- Cuida-te com o champanhe, pá!
--- Ainda te lembras?

(...)

Peguei, então, uma garrafa de champanhe pelo gargalo (deve ter sido o único barco navio (“Capitão José Vilarinho”), até aos hojes, benzido duas vezes e baptizado com duas garrafadas de champanhe) a filha do Tomás a avisar: «Parecem de ferro, força!» e, de um golpe, estilhacei-a no anteparo do palanque. O champanhe derramou-se, salpicou as fímbrias arcebispais, molhou as botinhas rouge, alagoou parte do palanque, Gertrudes aos gritinhos e, por buraco na sola da bota, encharcou-me o coturno: a cada passada, chloque, chloque, os chloques eram motivo ao Américo Tomás, que coçava o nariz. O Neves, em surdina, caçoou: «Bebes champanhe pelos pés, heim!»

(...)

À noite, na gravação “Serenata de Coimbra” a incluir na grelha de programas, mensalmente, o Brojo e o António Portugal no naipe de guitarras e violas, contei o acontecido ao Zeca Afonso, que mangou:
--- Eh, pá! Além de ajudares a dar de comer a um milhão de portugueses, até no buraco da bota és discípulo de Salazar, pá!

(...)

Quisera conversar, de novo, com o Zeca: falarmos da eternidade do pavio e das superstições do Tomás. Mas só o encontrei no último refluxo: o da sua morte, funeral a que o Cavaco Silva, então Primeiro-Ministro, não só não se dignou, como proibiu ministros e secretários de Estado de se dignarem: ateísta e comunista, não é digno!

Ah! Zeca! Os meus olhos aguados, alimentei-os com a poesia dúctil, concreta e ácera dos teus cantares, e alimentá-los-ei até aos ocasos na curvatura da esperança.

Afonso Henriques Ferreira

Daqui:

https://www.facebook.com/afonso.ferreira.9231/posts/334823846678065?__mref=message_bubble


O Livro



publicado por marius70 às 20:34
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Luís Arriaga

. 3º Congresso da Oposição ...

. Círculo Mercantil de Sant...

. Praza da Quintana em Sant...

. Círculo Cultural de Setúb...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds